sexta-feira, 8 de julho de 2011

A minha alma tem sede de Deus





“Como suspira a corça pelas correntes das águas, assim, por ti, ó Deus, suspira a minha alma. A minha alma tem sede de Deus.” Salmos 42:1-2



A corça é o menor cervídeo europeu, variando de 95 a 135 cm de altura e pesando entre 18 e 29 kg. A pelagem varia de cor e comprimento, sendo curta e avermelhada no verão, longa e marrom-acinzentada no inverno. As galhadas estão presentes só nos machos. A corça é normalmente um animal de hábitos solitários, preferindo realizar suas atividades durante o nascer e o pôr-do-sol. É um animal dotado de olfato privilegiado que lhe possibilita sentir cheiro de água (mesmo a água sendo inodora) a quilômetros de distância. É capaz ainda de perceber, metros abaixo da superfície, a existência de lençol de água. Quando o predador se aproxima a corça utiliza a ligeireza de suas patas e dispara em direção às correntes das águas, pois além da água saciar sua sede ela também elimina o cheiro de seu pelo, despistando seu predador e fazendo com que ele não a encontre. Isso faz com que as águas sejam um local seguro pra a corça. O desenho das patas da corça favorece que ela ande com facilidade pelas rochas, o que a faz subir cada vez mais as montanhas.

Davi faz uma comparação. A sede dele pelo Senhor era comparada ao anseio de uma corça pelas águas. Em se tratando de um homem “segundo o coração de Deus”, creio que esta comparação pode servir de parâmetro para nossa própria busca. Mas enfim, em que circunstância a corça suspira e anseia pelas águas? No desespero, talvez gritando, correndo, buscando, farejando, com sede, com medo. Com olfato privilegiado para localizar a fonte certa. Continuamente, que possamos ser como a corça, não nos contentar com a busca por Deus que fazemos e procurar a Deus com toda a vontade. Que a circunstância que estamos passando não nos impeça de buscá-lo. Nossa fonte certa é Cristo, corramos em direção a Ele. Assim como a corça é o único animal que consegue subir nas montanhas mais altas o meu desejo é que eu e você possamos alcançar lugares altos na presença do nosso Deus.



"Faz os meus pés como os das cervas, e põe-me nas minhas alturas." Salmo 18.33


Karla Soares