quarta-feira, 4 de maio de 2011

Deus fora do quadradinho.




Precisamos de uma teologia que não ponha Deus num cercadinho das
coisas religiosas. Deus fala, se ouvimos. Deus ouve, se falamos. Deus
se manifesta, se queremos.
Não podemos nos esconder dEle, mas, por vezes, achamos que podemos.
Deus está no nosso trabalho, mas, por vezes, achamos que ele não se
interessa pelo nosso trabalho. Deus está na praia, mas, por vezes,
achamos que tem horror ao nosso lazer. Deus está na sala de aula, mas,
por vezes, achamos que Ele não pode ser nosso colega. Deus está no
laboratório de pesquisa, mas, por vezes, achamos que ali cuidamos de
coisas que não combinam com Ele. Deus está no consultório onde
recebemos ou damos consulta, mas, por vezes, achamos que não
precisamos
Pensamos em Deus como transcendente, e Ele o é, mas o que Ele é mesmo
é onipresente, docemente.

Israel Belo de Azevedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá
Faça seu comentário
Após a aprovação ele aparecerá no Blog.
Será sempre um prazer tê-lo por aqui.
Abraços de Karla Soares