sábado, 27 de março de 2010

Pastor prega o perdão em frente a fórum e revolta populares





Matéria extraída: http://colunas.g1.com.br/aovivo/2010/03/26/pastor-prega-o-perdao-em-frente-a-forum-e-revolta-populares/comment-page-7/#comment-70374


Um pastor que começou a pregar em frente ao Fórum de Santana, na Zona Norte de São Paulo, revoltou as pessoas que estavam em frente ao local para acompanhar a movimentação do julgamento do casal Nardoni.
Dizendo para as pessoas ponderarem e não condenarem antecipadamente o casal, ele foi rapidamente cercado por populares que pedem a condenação de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá. O homem precisou ser retirado do local pela Polícia Militar. Ele foi levado para uma entrada lateral do fórum.

(Por Juliana Cardilli)



Alguns comentários do povo sobre a matéria, sem o nome de quem os postou:


“Concordo com o Pastor apesar de não ser evangélico, sei que quem cometeu o assassinato deve ser punido com rigor, seja quem for, mas não cabe a nós fazer julgamentos precipitados, pois é bliblico: Não julgue para não ser julgado.A decisão será tomada pelo juri, que esta acompanhando defesa e acusação, só eles estão munidos de provas e suspeitas, nós só tomamos conhecimento pela imprensa, então vamos esperar e aguardar, e só após o julgamento ver quem de fato é culpado.”

“CADA VEZ ME CONVENÇO QUE EXISTE MAIS MALUCOS E FANÁTICOS NESTE MUNDO QUE PODEMOS IMAGINAR.SE ESSA GENTE FOSSE TRABALHAR,GANHAVAM MUITO MAIS DO QUE FICAR OBSERVADO TRAGÉDIAS. PESSOAS QUE TEM O QUE FAZER E UM NIVEL SUPERIOR,NÃO FICA FAZENDO “CIRCO” NA RUA. LASTIMAVEL !!!”

“o pastor está fazendo a parte dele como homem de Deus ,cabe agora a justiça fazer a sua parte ,todos estão revoltados pelo que fizeram com uma criança inocente a minha vontade é pegar o casal e quebrar as pernas e braços e ver eles sofrerem ,mais o que vai adiantar eu vou ser preso penso eu que todos estão querendo fazer justiça com as próprias mãos pelo que esse casal fez ,graças a Deus não com a familia da gente se fosse e eu tivesse a oportunidade eu dava uma surra nos dois e depois entregava para a policia . As familias torcem para que esse caso seja resolvido e que eles apodreçam na cadeia matar criança é uma coisa que Deus não perdoa !!!”

“Primeiramente,que evangelico tem tudo que morrer,povo chato!
Outra que como paulista que sou,e fã do meu estado,fico espantado de ver como tem gente sem fazer nada nessa cidade! Vão trabalhar povo”

“Esse pastor tinha que ir para o inferno junto com os Nardoni… Pregar a palavra de Deus pra uma dupla de malditos desses! Pelo amor de Jah, onde já se viu… é muita ignorância!
Perdoar nada, esses dois tinham que sofrer…”

“Queria ver se fosse o filho de quem ta falando que tinha que perdoar se ia perdoar mesmo… ta bom viu?
Pimenta no dos outros é refresco!”

“Este pastor fez a coisa certa na hora errada. Devemos perdoar este casal de coracao, o odio nao e’ um sentimento bom. Porem, eles devem passar o resto da vida deles na cadeia.”

“Esperem aí…O texto da matéria não falar em “perdoar”, apenas, em não julgar antecipadamente – coisa que a mídia e o público deveriam fazer sempre.
O pedido dele é absolutamente lógico.”


“ele não deve ter filhos, e caso tenha essa não seria a pregação praticada por ele,deve ser uma forma de chamar a atenção dando mais descredito para algumas igrejas”

“Pastor…. Isso é a falte de uma troxa de roupa bem grande pra ele lavar!!!kkkk
desempregado!!!!”


MEU COMENTÁRIO:
Lamentável as pessoas serem condenadas, julgadas e caluniadas só porque foram à frente do Forum com mensagem de paz. Que aconteceria se ele fosse pra frente do Fórum com mensagem de guerra? Conseguiria aliados, inclusive muitos que o condenou aqui.
A verdade é que hoje o que é certo é julgado como errado e o que é errado é julgado como certo, inclusive com relação aos que ficam em casa nos seus PCs julgando quem foi à luta.
Paz povo, paz!

Karla A.C. Soares

sexta-feira, 19 de março de 2010

19/03 - Dia do Artesão







Hoje é dia do artesão.

O que dizer dessa categoria de profissionais tão criativos, habilidosos, dedicados, originais e detalhistas?
Você procura adquirir produtos artesanais?
Sim, aqueles feito à mão, ricos em detalhes, que fazem a diferença e encanta a quem vê.
O trabalho do artesão leva tempo para ficar pronto, porque é feito à mão e não em linha de produção industrial.
São bijuterias, souvenir, bolsas, tecidos bordados, flores e sabonetes decorativos, peças em madeira, vidro, papel, cerâmica, enfim, são diversas peças confeccionadas em qualquer parte do Brasil e do mundo para agradar você.
O trabalho artesanal pode ser vendido em feiras locais, lojas específicas e até na internet, onde o artesão obtém assim a sua renda, sendo que o retorno do seu trabalho não está propriamente no dinheiro adquirido, mas sim na satisfação do cliente. É a satisfação que faz com que o trabalho continue.
E você? Tem valorizado o trabalho artesanal?

Acima vemos fotos de peças em madeira pintadas a mão decoupadas feitas por mim (Karlart) e a primeira foto são de peças nordestinas trazidas de Fortaleza pelos amigos Gisele e Ronaldo e Porta chaves trazido de Penedo pelos amigos Talita e Andinho.
Todos dados e recebidos com muito carinho.


PARABÉNS AOS ARTESÃOS!!!

terça-feira, 16 de março de 2010

A diferença entre Ana como mãe e Eli como pai




“... aos que me honram, honrarei, porém os que me desprezam serão desmerecidos.” 1 Samuel 2:30

Nos primeiros capítulos de 1º Samuel, observamos o exemplo de dois pais: Ana, uma mulher casada, por um tempo estéril, determinada, triste, provocada pela rival, porém muito amada por seu marido. O outro era Eli, sacerdote, homem dedicado ao templo, pai dos sacerdotes Hofni e Finéias.
A casa de Eli estava bagunçada, seus dois filhos sacerdotes, roubavam as ofertas oferecidas pelo povo a Deus e Eli era conivente com eles. Certa vez, Deus disse para Samuel que Eli sabia que seus filhos faziam coisas abomináveis, porém Eli não os repreendia. E o Senhor amaldiçoou toda a casa de Eli, seus filhos morreram antes dele e ele logo em seguida.
Já Ana fez um voto ao Senhor pedindo um filho varão e oferecendo o mesmo ao Senhor logo após o desmame. O menino Samuel cresceu aprendendo com Eli e tornou-se profeta em Israel e toda sua casa foi abençoada. Depois de Ana ter cumprido seu voto o Senhor ainda lhe deu mais cinco filhos, sendo três homens e duas mulheres. Deus a honrou.
Há uma grande diferença entre Ana como mãe e Eli como pai.
Ana não vivia no templo como Eli, mas mesmo assim era temente ao Senhor e pediu-Lhe a cura e após ter seu filho nos braços cumpriu o voto que fez ao Senhor, mesmo, sabendo que o veria apenas uma vez por ano e sem saber que poderia ter mais cinco filhos depois. Ela cumpriu o voto que fez ao Senhor e Ele a honrou. No capítulo 2 de 1Samuel vemos o cântico de Ana em ações de graças e também um desabafo, no versículo 8 ela menciona as célebres palavras: Levanta o pobre do pó, e desde o monturo exalta o necessitado, para o fazer assentar entre os príncipes, para o fazer herdar o trono de glória; porque do SENHOR são os alicerces da terra, e assentou sobre eles o mundo.
Glórias a Deus pela fé e autoridade desta mãe.

Já Eli vivia no templo, era um sacerdote, conhecia e servia ao Senhor, foi chamado por Ele para subir ao altar, porém não criou bem seus filhos, deixando-os errar em seus caminhos. Em Provérbios 3:12 diz: Porque o SENHOR repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem.
A postura distinta destes pais, nos mostra que nem sempre o que parece viver na presença do Senhor faz as coisas corretas e anda diligentemente.
Pois com certeza Deus olha para o coração sincero e humilde.

Deus nos abençoe!


Karla A.C. Soares

segunda-feira, 15 de março de 2010

O Imperador Adriano






" FALA SÉRIO , o Adriano mandou amarrar a noiva numa árvore?"; "Se juntar o Adriano, o Ronaldo e o Roberto Carlos dá tranquilamente 16 toneladas"; "Wagner Love atropelou um cachorro na hora de fugir do barraco da noiva do Adriano"; "O Dunga não é garoto-propaganda de uma marca de cerveja? Então não deveria impedir a convocação do Adriano"; "Adriano é um GOLEador nato"; "Adriano já se recuperou uma vez e acho que agora vai repetir a dose"; "Adriano devia jogar basquete. Pelo menos, ninguém ia reclamar de ele ficar no garrafão"; "Então vamos levar um alcoólatra para uma Copa do Mundo. Que belo exemplo para a juventude!"
Os comentários elevados que você acaba de ler, e que peço perdão por publicar, eu tirei dos blogs e do Twitters que acesso diariamente. Foram feitos por leitores iguaizinhos a você, todos com algum pitaco a dar sobre mais um episódio rumoroso envolvendo o "Imperador", camisa dez do Flamengo, que se viu nu após o vice-presidente de futebol do clube, Marcos Braz, declarar com todas as letras, em entrevista a Rádios do RJ, que Adriano é dependente de álcool. "Adriano tem problema com a bebida. Quando começa, não consegue parar", sintetizou o dirigente. Pois eu pergunto: se o problema do Adriano realmente for o álcool, expô-lo publicamente dessa forma pode ajudá-lo a parar de beber? Ou será que isso só irá servir para marginalizar ainda mais o jogador?

Que eu saiba, o nome da instituição que mais serviços presta aos portadores de dependência de álcool no mundo é Alcoólicos ANÔNIMOS. Algum bom motivo deve existir para isso, não?

E está certo que Adriano e a noiva, Joana Machado, andaram dando vários metros de pano para manga, mas a liberdade, como mostra os meus exemplos, com a qual o torcedor e a imprensa agora comentam a ligação de Adriano com a bebida não terá aumentado depois da impensada declaração do dirigente?

Nos últimos dias, vários cronistas de futebol se travestiram de especialistas em alcoolismo para deliberar sobre o caso. Houve quem desse conselho, quem puxasse a orelha e alguns, magnânimos em sua condescendência, chegaram a oferecer a solução do que ele deve fazer para se livrar de seu suposto problema.

É bom saber que quem entende de futebol também é qualificado para opinar sobre assuntos tão díspares. Na próxima vez que eu tiver uma gripe, vou ligar correndo para os experts Juca Kfouri ou Milton Neves e perguntar o nome do remédio mais apropriado ao meu caso.

Nas mesas redondas de futebol da TV e da internet, os neoespecialistas em alcoolismo já têm a receita prontinha: o que o jogador precisa é ter "força de vontade".
Ora, se Adriano tem mesmo uma doença progressiva e incurável, que é como a Organização Mundial da Saúde define o alcoolismo, esse tipo de consideração moral não deveria entrar em questionamento. Alguém por acaso chama um diabético de "fraco" quando ele não resiste a um pedaço de bolo?

E, se alcoolismo fosse tratado na base de força de vontade, as salas de AA provavelmente estariam às moscas e todos os dependentes continuariam nos bares. A palavra chave para Adriano é tratamento, expressão que não ouvi ser enunciada nenhuma vez nesta semana em relação ao jogador. E conscientização, como se sabe, é coisa que leva certo tempinho para ocorrer, né, não, senhores especialistas?

Quando nós temos um problema com álcool ou outras drogas o que aparece de palpiteiros sem nenhuma base para falar sobre este assunto e o pior é que a família entra nessa e cada vez mais piora a situação da pessoa que tem este tipo de problema.

Prestem atenção, não se leva uma criança recém nascida com gripe a um cardiologista e não se leva um hipertenso a um pediatra, embora ambos sejam médicos, na questão do alcoolismo e das drogas se deve procurar especialistas, faculdade de medicina e de psicologia não ensinam nada com relação a alcoolismo e drogadição, eles necessitam se especializar nesta área.


Extraído: Equipe ARCA - Tadeu Assis - Técnico em Dependência Química



"Neste mundo a pessoa só é boa enquanto ela produz, se falhar não tem perdão. Infelizmente."
KACS

Amparo em meu deserto






' Deus sempre levanta uma pessoa para ajudar você'

Cada um de nós tem a sua maneira
de lidar com situações problemáticas.
Devido a nossa individualidade,
podemos enxergar de modo diferente um mesmo
momento ruim em nossas vidas.
Mas todos nós, sem exceção,
já vivemos um período que muitos chamam de
“deserto”,
um termo comum que significa uma fase
de solidão em um caminho de dor.

“Quando passamos por um deserto não temos ajuda,
não temos conselho, não temos amigos”.
A maioria descreve esse mesmo quadro.
“Ficamos abandonados,
amargando nossas tragédias pessoais”.

Mas por que o “deserto”
de cada um de nós tem que ser assim?
Não somos uma família,
a família na qual o cabeça é Cristo?
Por que não ampararmos mutuamente?
Penso que as pessoas fogem dos problemas alheios.

Quando a dor é muito grande,
as pessoas não sabem o que dizer, como ajudar,
como ficar perto.
A maioria de nós prefere não se envolver.
Pensamos que na vida isso faz parte,
e que logo a pessoa sairá e ficará bem.
Mas esquecemos que muitos demoram a ficar bem,
alguns de fato ficam mais ou menos bem,
trazendo para dentro de si a dor de um
trauma que persiste,
um trauma que pode durar uma vida toda.

E tem aqueles que realmente saem do
“deserto” sozinhos,
mas sofrem em demasia,
sofrem porque não foram ajudados,
não foram consolados,
não foram amparados.

Que tipo de gente nós somos quando
enxergamos a dor de um irmão e ficamos
alheios a isso?
Por que essa palavra “deserto”
tem ainda que está em nosso meio?
Será mesmo que Deus,
que é o Senhor de nossas vidas,
abandona alguém,
deixando-a a mercê de um momento ruim?

Eu não creio em um Deus assim.
Isso é contra a sua natureza.
Ele se entristece com tanta falta de
amor e quando não ajudamos ao nosso próximo.
Enquanto nos fartamos em nossos
instantes plenos de alegria,
de motivação, de êxito,
o nosso companheiro ao lado está vivendo
um momento profundo de dissabor.


Para aqueles que estão vivendo um
momento de deserto,
posso assegurar que vocês não estão sozinhos.
Não fiquem decepcionados com palavras
que vocês não ouviram,
com atitudes que vocês não viram acontecer;
não entrem em autocomiseração.

Algumas pessoas dizem,
que foram nesses instantes que mais aprenderam
o poder da consolação que o Espírito Santo tem.
E sempre existe alguém que está sensível
à voz de Deus.

No meio de tanta gente que está aquém
do que está vivendo,
Deus sempre levanta uma pessoa
para erguer você,
para fazer a diferença em sua dor,
para falar coisas edificantes que fazem
você seguir em frente.



O deserto é necessário
Para nosso aprendizado
E para que venhamos a ser moldados
Deus não nos livra do deserto
Mas nos livra no deserto.
Lembre-se que se você está lá
Deus também está
Mesmo que em silêncio
Ele cuida de você.

(Texto adaptado do Grupo em nome do amor)


“QUANDO UM AMIGO TEM UM PROBLEMA, NÃO O DEIXE INIBIDO PERGUNTANDO SE TEM ALGO QUE VOCÊ POSSA FAZER, PENSE EM ALGO APROPRIADO E FAÇA.

EDGARD WATSON HOWE

sexta-feira, 12 de março de 2010

Bom senso digital




Bom senso digital

E-mail ou Correio Eletrônico é um serviço disponível na Internet que possibilita o envio e o recebimento de mensagens ("mails").

Você já viu um endereço eletrônico assim: tchutchucagatinha_rj@, jpegador@, gatinha_cf@, belibelinha@, taty_ana_100_@, dinosauro_@, jhonybravo@, susu_bela@, entre outros endereços do gênero, entretanto quando você lê um e-mail desse o que lhe vem à cabeça sobre essa pessoa?

Ao fazer um correio eletrônico (e-mail), tome cuidado, porque assim como nossa aparência fala sobre nós o e-mail também fala e como fala.
Imagine-se participando de uma entrevista de emprego bem vestido, o cabelo bem penteado, mantendo um nível de seriedade e respeito, quando de repente, o entrevistador pede seu e-mail pra preencher sua ficha e você escreve: tigrão_271@. Um e-mail desse é a assinatura da sua sentença, você perde na hora, o entrevistador vai rabiscar sua ficha com um código que significa: Não, nunca, jamais, está fora, excluído, eliminado etc e tal.

Vamos analisar este último exemplo. O que é ser um tigrão? E pra que este símbolo (_) que se chama underline? Por que não troca pelo ponto (.)? Claro, porque ponto não soa tão lindo quanto “anderlaine” (a língua chega a se quebrar). Então uma pessoa leiga no assunto pergunta o que é underline e o abençoado simplesmente fala:
_ É aquele tracinho que fica por baixo.
_ Hifen?
_ Naaaao! (Gesticulando mostra como é o tracinho em baixo)

Aff!!

E esses números no e-mail? O que significa 271 na sua vida? É sua idade ou ano que nasceu? Caso for inevitável resuma os números no seu e-mail em coisas que significam alguma coisa.

Não entre na tolice de quando fizer um e-mail aceitar as sugestões que o provedor ou site der. É furada, são muitos números e underlines sem fim.
Underline é a junção de duas palavras inglesas (under=sobre e line=linha) e significa sobre linha, ou seja, sublinhado. E geralmente nós sublinhamos para realçar, acentuar ou salientar alguma palavra. Portanto, amigos não deixem o underline solto, façam endereços de e-mail que falam sobre você e que seja compreensível e inteligível pra quem ouve ou lê.

A menos que você seja um fake (falso em inglês é um termo usado para denominar contas ou perfis usados na internet para ocultar a identidade real de um usuário.)

O bom senso agradece.

quinta-feira, 11 de março de 2010

Pés grandes x mulheres delicadas





Pés de anjo é chamado quando a pessoa tem pés grandes.
Eu tenho pé grande, calço 39 para calçados abertos e 40 para os fechados, também queria o que? Tenho 1,73 metros, não dá para calçar 36/37 nesta altura toda ao menos que eu quisesse ter sérios problemas de equilíbrio. Calço esta numeração desde meus 15 anos (ainda bem que parei pó aí) sendo que antigamente eu tinha muitas dificuldades de conseguir calçados, mas ultimamente... ultimamente também. Não dá pra acreditar não é mesmo? Em pleno ano 2010 com tantas tecnologias disponíveis e tal, assim mesmo as grandes empresas de calçados não se interessam por esta fatia de mercado, que não é pequena, pois a nova geração de adolescentes, estão medindo acima da média, ou seja, são jovens altos que com certeza calçam mais de 39, sendo que não estou falando dos homens e sim das mulheres, pois no ser humano saudável seus pés acompanham sua altura.
Quero aproveitar e dar os parabéns para as empresas de calçados femininos Via Marte, Ramarim e Masiero, que possuem numeração até o nº 40 nos seus modelos de calçados. Entretanto, além de poucas empresas fabricarem esta numeração, as lojas que revendem no varejo para o consumidor final como eu, compram poucos pares de 39 e 40. Ou seja, se moro numa cidade onde há 160 mil habitantes, suponho que 100 mil são mulheres, pois é comprovado que elas são maioria, suponhamos que dessas 100 mil, 10% tem pés grandes no mínimo 39/40. Dessas 10 mil mulheres 5 mil se interessam por um mesmo modelo disponível na loja, isso significa que serão cerca de 5 mil muljheres se esbofeteando nas sapatarias para comprar 1 ou 2 pares 39 ou 40 na loja. Eu disse comprar, não é ganhar, agente paga e não paga barato não, pelo produto.
Não posso deixar de parabenizar também as lojas Eurico, Odetelis e Pé e anjo, especializadas em calçados de tamanhos grandes, sem contar que ainda vende pela internet, no cartão de crédito e ainda recebo em CSA. Isso que é moleza, também, pra quem sofre há 13 anos na busca por lindos calçados femininos de tamanho grande. My God! Eu mereço mesmo um descanso.
Lamento que grandes empresas como a City shoes, Andarella e Arezzo, não aumentaram a fôrma em suas linhas de produção, e olha que elas cobram bem mais caro do que as mais populares.

Vamos protestar amigas pés de anjo, ter tamanhos grandes não é um defeito, pois quem tem pés grandes também tem bom gosto e estilo.

Na luta! Avante!

Visite os sites especializados em calçados grandes femininos e masculinos:

www.eurico.com.br

www.pedeanjo.com.br

www.odetelis.com.br

Lar doce lar







"Um lar se torna doce não pelo seu tamanho, riqueza dos móveis ou criatividade na decoração, mas sim pelo tamanho do amor, a riqueza do caráter e a criatividade em sempre fazer o outro feliz " (Karla Soares)

quarta-feira, 10 de março de 2010

Uma Cabofriense no depoimento da Novela Viver a Vida




No Dia Internacional da Mulher, uma cabofriense de coração, a companheira Elizabeth Marge participou do depoimento ao final do capítulo da novela Viver a Vida.
Depoimento emocionante de uma guerreira que não desistiu de viver a vida após ficar paraplégica em um acidente de carro há 30 anos.
Parabéns Elizabeth pela força vontade de continuar lutando pela vida !!!

Informação extraída do blog do Luciano

Vejam o video no link:
http://viveravida.globo.com/Novela/Viveravida/Videos/0,,17544-p-V1225091,00.html



Melhor frase: “A vida fica mais fácil quando agente não tem medo de viver, porque a vida é muito mais do que agente possa imaginar.”

terça-feira, 9 de março de 2010

Amizade





Ser amigo é compreender, ajudar, se doar, perdoar, ser assertivo, é dialogar, visitar, andar juntos, é amar, amar e amar.
Porém toda amizade pra ser amizade mesmo, deve haver um retorno pro outro. A amizade é uma via de mão dupla. Não dá pra um ser amigo sozinho, enquanto ele não recebe um retorn dessa amizade. Apenas dizer que amae que está com saudades nçao basta. Mas surpreenda seu amigo com uma vista, cumpra com uma promessa que fez a ele, escreva uma carta carinhosa, faça uma sobremesa que ele goste e chame-o, se esforce para agradá-lo. Tenho certeza que vocês ficarão mais unidos.
Ser amigo não é ficar sentado esperando ser servido, é servir.
Ser amigo é dizer tudo o que pensa sem ferir e se ferir pedir perdão.
Ser amigo não é só sorrir é chorar junto também, quem sabe até se abraçar.
Ser amigo não é só falar mansinho coisas agradáveis, mas sim falar com autoridade coisas que não nos agrada, mas que são verdade.
Ser amigo não é procurá-lo só na hora da necessidade, mas sim ter necessidade de encontrá-lo.
Ser amigo não é só falar é agir.
Não coloque dificuldades para ver seu amigo, porque ele pode estar precisando muito de você.
A velha amizade verdadeira jamais é trocada pelas mais novas.
Cuide de seu amigo, ele pode ser mais para você.

"Em todo tempo ama o amigo e na angústia se faz o irmão."
Provérbios 17.17


-----------------------------------------------------

Diz uma linda lenda árabe que dois amigos
viajavam pelo deserto e em um determinado
ponto da viagem discutiram.
O amigo ofendido, sem nada dizer,
escreveu na areia:


HOJE, MEU MELHOR AMIGO ME BATEU NO ROSTO.


Seguiram e chegaram a um oásis
onde resolveram banhar-se.
O que havia sido esbofeteado começou a
afogar-se sendo salvo pelo amigo.
Ao recuperar-se pegou um estilete
e escreveu numa pedra:


HOJE, MEU MELHOR AMIGO SALVOU-ME A VIDA.


Intrigado, o amigo perguntou:


Por que depois que te bati,
você escreveu na areia e agora que te salvei,
escrevestes na pedra?


Sorrindo, o outro amigo respondeu:


Quando um grande amigo nos ofende,
devemos escrever na areia onde o vento
do esquecimento e do perdão se encarregam de apagar.
Porém quando nos faz algo grandioso,
devemos gravar na pedra da memória e do coração;
onde vento nenhum do mundo poderá apagar.

segunda-feira, 8 de março de 2010

Sem olhar para trás




CLIQUE NA FOTO PARA LER MELHOR O TEXTO QUE ESTÁ NELA. É BEM INTERESSANTE.

Esmalte Arábia da Risqué



Meninas este esmalte cinza fica bem legal.
De inicio fiquei meio assustada com ele, achei apagado, morto sei lá, depois me acostumei, mas não dá pra usar direto porque enjoa. Aliás não dá pra usar direto porque temos muitas outras cores pra usar não é mesmo?
Usei este cinza com roupa toda preta e ameeeeeiii!
Passei 2 demãos.
E vcs o que acharam?

Esmalte tipo verde jade



Meninas foi um fuzuê o lançamento da cor verde jade da Channel, o esmalte esgotou bem rápido, e olha que um frasquinho deste esmalte não é nada barato, mas já tem gente fazendo misturinhas por aí. Peguei num blog(desculpem esqueci o nome) a receitinha deste verde lindo; http://www.modalogia.com/2009/09/14/esmalte-chanel-jade-ja-esta-a-venda/

Fiz assim: uma demão de Verde Esmeralda da Risqué e duas demãos de Nice também da Risqué, tem gente que coloca 3 demãos do Nice, mas eu particularmente acho que fica muito grosso, bem o resultado é esse aí da foto, espero que vcs tenham gostado.
Caso não gostar, use o verde para a Copa do mundo/2010 e o Nice é um begezinho que dá pra usar muito. rsrsrs

Esmalte rosa ... tá com tudooo!




Ei meninas!
Este é o esmalte da colorama Sexy, ele não é lindo?
É um rosão pra ninguém botar defeito.
Com certeza não dá pra passar despercebido com ele.
Eu amei! E vc?
Só quero saber se estará na moda outono/inverno, provavelmente não, então vou ter que fazer um esforço de usa-lo mais vezes... rsrsr

O que vivenciei na Casa do Julgamento




O que vivenciei na casa do julgamento

Na primeira cena vi o retrato da minha família quando ainda era solteira e morava com meus pais. Um pai grosso e ignorante, uma mãe protetora, um irmão revoltado e uma filha que dizia: Quando isso vai acabar? Porque tem que ser assim? Apesar de eu ter apanhado do meu pai fisicamente 1 ou 2 vezes em toda minha vida, seus recados imorais que abalavam minha alma tiravam-me do meu ponto de equilíbrio, não precisava nem de um tapa, mas cada palavra caluniadora e recriminadora era uma surra na minha alma e o bastante para eu me isolar no quarto e chorar ou sair sem rumo ao encontro de algum amigo ou amiga que me tratasse melhor do que ele. “E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.” (Ap 21.4)
Na segunda cena, me coloquei no lugar da Rute, quantas vezes eu fui Rute... mas quantas vezes eu deixei de ser, perdi oportunidades, deixei a timidez falar mais alto, deve ser por isso que a bíblia fala que os tímidos não herdarão o reino (Ap 21.8), por que eles perdem boas oportunidades de falar de Jesus para o que sofre. “Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?” (Tg 2.14)
Na terceira cena, lembrei-me de todos os que estão na loucura dessa vida, pessoas que foram minhas amigas no passado, ou até aquela que “ganhei” pra Jesus, mas que desistiu do caminho a imagem daquela atriz era justamente a vida dela, pura promiscuidade e leviandade. Lembrei-me dos bares perto da casa dos meus pais que vivem cheios de jovens e como que eles forçam irresponsavelmente para ser felizes “batendo cabeça” em atitudes insanas. “Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?” (Lc 12.20)
Na quarta cena foi chocante, muita dor, desespero e uma imensa compaixão por tudo ter acabado daquele jeito, pensei na quantidade de pais que aparecem na televisão dando entrevistas tão machucados por terem perdido seus filhos na sua juventude, mas como Cristã penso que o pior não é nem perdê-lo pra sempre, mas perdê-lo pro inferno. “Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela.” (Mt 7.13)
E por falar em inferno e céu a quinta cena me deixou de pernas bambas, era o julgamento e fiquei pensando: Deus, hoje eu não tenho certeza se irei pro seu lado direito ou esquerdo. Quando o ator foi mencionando os nomes pensei também que dessa hora em diante não tem como voltar atrás, valerá tudo o que fiz na minha vida. E foi justamente o que o ator principal, caracterizando Jesus, disse e justamente o que está na Palavra de Deus. O som dele fechando “o livro da vida” nunca sairá da minha mente. Ainda não havia chegado a minha vez. “... de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.” (Ap 3.5)
Na sexta cena o meu coração estava muito acelerado e minhas pernas tremendo. Naquela hora eu nem me importava mais em ficar juntinho do meu marido até porque tudo aquilo que vou passar será individualmente, ou seja, não pretendo passar pela sexta cena na minha vida espiritual. Assim seja oh Deus! Apesar de eu já ter visto aquela equipe fazendo aqueles trabalhos e até eu já encenei a figura do diabo, as frases que eles diziam condiziam com muitas coisas que eu e pessoas conhecidas estávamos vivenciando, mas jamais eu esperaria que um jovem que foi sentenciado ao inferno naquela cena, gritaria meu nome lá do fundo em desespero: Karlaaaa fala com meu pai! Chorei copiosamente nesta hora, pois eu conheço o pai daquele jovem na vida real e sei que ele não optou por Cristo ainda. Ah! Como eu chorei. Meu espírito se incomodou! Meu diafragma pulava sem parar. Em pensar que eu fico cultivando meu mundinho melancólico enquanto muitos são sentenciados ao inferno. Até quando serei assim? Espero que eu não demore. Ninguém merece, eu digo tanto este bordão, pois é, ninguém merece o inferno. “E disse ele: Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes à casa de meu pai”. (Lc 16.27)
Ao descer as escadas eu tentava parar de chorar logo, porque aparentemente só eu estava daquele jeito e uma coisa é você chorar quando está todo mundo chorando outra coisa é você chorar sozinha no meio do povo (olha eu de novo entrando no mundinho que falei anteriormente.) Então engoli o choro, e tentei secar as lágrimas, mas meu diafragma continuava pulando, quando fiquei esperando minha roupa branca pensei: Será que não terei um refrigério? Eu não tenho como sair daqui assim, preciso acariciar a minha alma e espírito. Foi quando entramos na última cena, com uma sala simulando o céu, o clima era de paz, havia anjos e o Coral dizendo que o Cordeiro de Deus é Santo e digno de louvor. Oh como eu concordo com isso. Ao passar pela ponte e abraçar o ator que encenava Jesus despejei sobre ele toda a dor que senti e fechei meus olhos, inspirei bem profundamente, após fazer isso senti um perfume maravilhoso e diferente, ao expirar percebi que aquele perfume tinha me trazido algo de bom porque eu estava em paz. “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.” (Fp 4.7)
Ao sair dali senti uma vontade enorme de ser abraçada de novo, não tinha nada haver com meu mundinho melancólico, mas eu precisava continuar o que havia começado. Ao abraçar meu amigo eu chorei copiosamente, um choro de dor, de sofrimento, de lástima pelos que sofrem mais que eu às vezes sem que eles percebam. Chorei por meu mundinho. Chorei por querer ser diferente, por querer ajuda. Foi aí que Deus falou comigo o que eu já sabia. Eu tinha quebrado barreiras para estar ali, não seria fácil aquela casa. Agora só depende de mim as próximas cenas que virão até que Jesus queira que eu me retire e reviva na realidade alguma cena da casa do julgamento. “E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus.” (Lc 9.22)
Algo dentro de mim mudou, estou impactada, estou reconstruindo, estou voltando.

Karla A. C. Soares

“Quem vencer, herdará todas as coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho.”
(Ap 21.7)



Caso na sua cidade ou até mesmo sua igreja fizer o teatro interativo Casa do Julgamento, participe!!

KARLART - ARTE EM MDF


Há três anos eu tive um problema no pulso chamado Tendinite, fiquei sem usar a mão direita por um bom tempo devido a fortes dores, passei a dormir mal porque não tinha posição para a mão, tomava antiflamatórios, colocava gelo 3 vezes ao dia, cheguei a engessar, depois fiz bastante fisioterapia na clínica e também em casa, passei a usar a mão esquerda o que não era fácil, mas conseguí obter média coordenação motora na mão esquerda. Olha, como eu valorizei minha mão direita depois que eu não pude mais usá-la. O ortopedista disse que caso a fisioterapia não melhorasse que eu teria que passar por uma intervenção cirúrgica, o que eu temia muito, então comecei a orar muito pedindo a cura pra Deus e cheguei a dizer pra ele que quando eu ficasse boa, usaria minha mão para fazer artesanato com pintura e aula de violão. Acabei me informando com pessoas ligadas ao artesanato e iniciei aulas de pintura em MDF e decoupage (técnica francesa que faz uso de figuras e guardanapos para decoração, nossa como foi bom pra mim, aproveitei que estava numa fase meio que deprimida e iniciei as aulas com a Professora Mana na minha cidade, aprendi tantas coisas legais, comecei a me esforçar e comprar revistas sobre o assunto, pesquisei muito na internet e quando eu vi estava com muitas peças em casa, então as pessoas começaram a se interessar pra adquirir estas peças e então surgiu a Karlart, trabalhei muito por encomenda, fiz lindas peças e me dediquei muito mais do que me dedico agora, meu único problema é o espaço em casa que não tenho, mas esta arte me faz muito feliz. Aí estão alguns dos meus trabalho e postarei mais numa outra oportunidade.
Agora estou muito interessada na aula de violão e sei também que Deus me conduzirá a isso.

Confia ao SENHOR as tuas obras, e os teus desígnios serão estabelecidos.Provérbios 16.3

sábado, 6 de março de 2010

Dia Internacional da mulher




Meu nome é MULHER!
Eu era a Eva,
Criada para a felicidade de Adão.
Mais tarde fui Maria,
Dando à luz aquele
Que traria a salvação.
Mas isso não bastaria
Para eu encontrar perdão.
Passei a ser Amélia
A mulher de verdade
Para a sociedade.
Não tinha a menor vaidade
Mas sonhava com a igualdade.
Muito tempo depois decidi:
Não dá mais!
Quero minha dignidade
Tenho meus ideais!
Hoje não sou só esposa ou filha
Sou pai, mãe, arrimo de família
Sou caminhoneira, taxista,
Piloto de avião, policial feminina,
Operária em construção...
Ao mundo peço licença
Para atuar onde quiser
Meu sobrenome é COMPETÊNCIA
E meu nome é MULHER..!!!!


(autor desconhecido)

sexta-feira, 5 de março de 2010

O Ciúme de Deus





O Senhor é ciumento?
Uma das razões é que existe um número pequeno de pessoas que se consagram a ele sem nenhuma reserva. São tão poucas, que ele não quer ter rivais, pois as almas divididas lhe dão um prazer muito restrito. As que são inteiramente devotadas ele as ama muito, e as olha como uma propriedade sua muito peculiar. Ele exerce todos os seus direitos sobre elas. (E o faz sem interferir na sua liberdade de vontade, pois elas se abandonam voluntariamente e de coração aberto.) Por isso ele tem ciúmes dessa espécie de cristãos. Por isso não se atém aos seus defeitos. Eles são escolha sua, e estão trancados na parte mais interior do seu coração. Há ainda outra coisa curiosa: Deus não permite que eles sejam vistos pelos olhos curiosos de um mundo que não os aprova. A grande maioria deles fica escondida.
Mme Jeanne Guyon (1648-1717)


Obs: Este relato da Mme Guyon sobre o ciúme de Deus é algo que só pode ser entendido pelo próprio Espírito de Deus.

RELACIONAMENTOS EM SOCIEDADE




Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros.
I João 4:11


O homem é um ser social.

É difícil encontrarmos alguém que não viva engajado em um grupo.
De acordo com a sociologia o homem se identifica com o grupo que possui características iguais ou semelhantes a dele, como: posição econômica, grau de escolaridade, religião, pensamentos iguais, idade, entre outros.
Mas essa divisão não pode existir na igreja de Cristo, pois a palavra de Deus diz que na igreja primitiva depois da descida do Espírito Santo, todos os que criam estavam juntos e tinham tudo em comum. (At 2:44). “Quando os membros do Corpo se aproximam mais uns dos outros, automaticamente tornam-se unidos.”(Livro Vivendo sem máscaras).
A união da igreja é um desejo do coração de Jesus, certa vez Ele orou ao Pai para que fossemos um, assim como Ele é um com o Pai.(Jo 17:11). Jesus orou para que fossemos alicerçados em amor, santidade e unidade. Agora eu te pergunto: se viver em comunhão e unidade não fosse importante, você acha que o Senhor teria se preocupado com isso?

Você se ama? Creio que sim, então você deve amar ao seu próximo como a ti mesmo.(Mc 12:31). Você pode até dizer “Eu amo a todos”. Basta saber se você pratica esse amor de todo o seu coração, através de palavras, atitudes, dando atenção...
Há pessoas que tem resistência quanto ao processo de integração, outras se isolam. Existe dois tipos de crentes; os que são fáceis de se relacionar e os que são difíceis de se relacionar. Os primeiros são uma bênção, têm uma infinita lista de amigos, é carismático, abraça aquele que não conhece, procura aquele que está afastado ou com problemas, é conselheiro e de confiança. Este faz com os outros os que ele gostaria que fizessem com ele. (Mat. 7:12). Os difíceis de se relacionar geralmente são fechados, tem poucos ou nenhum amigos, ou seus amigos são sempre os mesmos, não procura aquele que está afastado ou com problemas, não ajuda o irmão nas suas fraquezas e dificuldades, procura sempre estar no mesmo circulo de amizades, “não tem tempo” para dar atenção aos outros.

Você conseguiu se encaixar em algumas dessas atitudes?

A palavra de Deus nos diz que em tudo permaneçamos no amor fraternal, que é vínculo da perfeição. (Ro 12:10; I Ts. 4:9; Hb 13:1: I Pe 1:22; I Pe 3:8)
Jesus orou: “ para que o mundo creia que tu me enviaste”. Isso quer dizer que andar em unidade faz parte de um bom testemunho Cristão, para que o mundo creia no Senhor Jesus.

Jesus não orou para que seus seguidores “se tornem um” , mas para que “sejam um”. Trata-se do subjuntivo presente e significa “continuamente ser um” 2. Unidos é mais fácil a igreja trabalhar na obra do Senhor e alcançar os perdidos.
Vale ressaltar que, o Espírito Santo não opera na igreja, havendo divisões causadas por pecado e ambições egoístas. (I Co 1:10 ao 13; I Co 3:3). Quando a pessoa é humilde ela se relaciona bem com todos sem impor preferências.
É lindo ouvir sermões sobre amor. Mas é necessário que a igreja dê o fruto, para que a palavra faça aquilo que lhe apraz.

Finalmente queridos, devemos ser humildes e levar as cargas uns dos outros (Gl 6:2) lembrando que se não amarmos nossos irmãos também não podemos dizer que amamos a Deus. (I Jo 4:20).

Que não aja em nossos corações nenhum sentimento que não provém do Senhor

quinta-feira, 4 de março de 2010

Casar-se novamente... Seria uma boa escolha?



por Arnaldo Jabor

Meus Amigos separados não cansam de perguntar como consegui ficar casado 30 anos com a mesma mulher.As mulheres sempre mais maldosas que os homens, não perguntam a minha esposa como ela consegue ficar casada com o mesmo homem, mas como ela consegue ficar casada comigo.Os jovens é que fazem as perguntas certas, ou seja, querem conhecer o segredo para manter um casamento por tanto tempo.Ninguém ensina isso nas escolas, pelo contrário.Não sou um especialista do ramo, como todos sabem, mas dito isso, minha resposta é mais ou menos a que segue:Hoje em dia o divórcio é inevitável, não dá para escapar. Ninguém agüenta conviver com a mesma pessoa por uma eternidade.Eu, na realidade já estou em meu terceiro casamento - a única diferença é que casei três vezes com a mesma mulher.Minha esposa, se não me engano está em seu quinto, porque ela pensou em pegar as malas mais vezes que eu.O segredo do casamento não é a harmonia eterna.Depois dos inevitáveis arranca-rabos, a solução é ponderar, se acalmar e partir de novo com a mesma mulher. O segredo no fundo é renovar o casamento e não procurar um casamento novo.Isso exige alguns cuidados e preocupações que são esquecidos no dia-a-dia do casal.De tempos em tempos, é preciso renovar a relação.De tempos em tempos é preciso voltar a namorar, voltar a cortejar, seduzir e ser seduzido.Há quanto tempo vocês não saem para dançar?Há quanto tempo você não tenta conquistá-la ou conquistá-lo como se seu par fosse um pretendente em potencial?Há quanto tempo não fazem uma lua-de-mel, sem os filhos eternamente brigando para ter a sua irrestrita atenção? Sem falar dos inúmeros quilos que se acrescentaram a você depois do casamento..Mulher e marido que se separam perdem 10 kg em um único mês, por que vocês não podem conseguir o mesmo?Faça de conta que você está de caso novo.Se fosse um casamento novo, você certamente passaria a freqüentar lugares novos e desconhecidos, mudaria de casa ou apartamento, trocaria seu guarda-roupa, os discos, o corte de cabelo, a maquiagem.Mas tudo isso pode ser feito sem que você se separe de seu cônjuge.Vamos ser honestos: ninguém agüenta a mesma mulher ou o mesmo marido por trinta anos com a mesma roupa, o mesmo batom, com os mesmos amigos, com as mesmas piadas.Muitas vezes não é a sua esposa que está ficando chata e mofada, é você, são seus próprios móveis com a mesma desbotada decoração.Se você se divorciasse, certamente trocaria tudo, que é justamente um dos prazeres da separação.Quem se separa se encanta com a nova vida, a nova casa, um novo bairro, um novo circuito de amigos.Não é preciso um divórcio litigioso para ter tudo isso.Basta mudar de lugares e interesses e não se deixar acomodar.Isso obviamente custa caro e muitas uniões se esfacelam porque o casal se recusa a pagar esses pequenos custos necessários para renovar um casamento.Mas se você se separar sua nova esposa vai querer novos filhos, novos móveis, novas roupas e você ainda terá a pensão dos filhos do casamento anterior.Não existe essa tal 'estabilidade do casamento' nem ela deveria ser almejada.O mundo muda, e você também, seu marido, sua esposa, seu bairro e seus amigos.A melhor estratégia para salvar um casamento não é manter uma 'relação estável', mas saber mudar junto.Todo cônjuge precisa evoluir estudar, aprimorar-se, interessar-se por coisas que jamais teria pensado em fazer no inicio do casamento.Você faz isso constantemente no trabalho, porque não fazer na própria família?É o que seus filhos fazem desde que vieram ao mundo.Portanto descubra a nova mulher ou o novo homem que vive ao seu lado, em vez de sair por aí tentando descobrir um novo interessante par.Tenho certeza que seus filhos os respeitarão pela decisão de se manterem juntos e aprenderão a importante lição de como crescer e evoluir unidos apesar das desavenças.Brigas e arranca-rabos sempre ocorrerão: por isso de vez em quando é necessário casar-se de novo, mas tente fazê-lo sempre com o mesmo par.


"Venerado entre todos seja o matrimônio e o leito sem mácula,porém aos que se dão à prostituição e aos adúlteros Deus os julgará”.
Hebreus 13.4

quarta-feira, 3 de março de 2010

Mulher tem emprego negado por estar acima do peso



Uma mulher se candidata a um emprego. Participa do processo seletivo, mas acaba ficando sem a vaga. A empresa diz que o problema da candidata não é falta de qualificação. É excesso de peso.

Uma pessoa se candidata ao emprego de auxiliar de produção. A pedido da empresa, faz alguns exames, que não identificam nenhum problema de saúde. Mas o resultado de um desses exames acabou prejudicando a candidata no processo de seleção. Ela foi considerada obesa.

Por esse motivo, não foi contratada. Essa história aconteceu com a dona de casa Daiana Fernandes quase dois anos atrás.

Em maio de 2008, ela pesava 96 quilos. Se sentia bem e com saúde. Precisava de um trabalho. Quando achou que tinha conquistado a vaga, veio a frustração.

“O médico falou que não podia me contratar porque eu estava acima do peso, estava obesa e poderia trazer problemas de saúde para a empresa. Falei que não tinha problema nenhum de saúde. Ele disse que eu poderia adquirir e a empresa não contrata gente acima do peso. Saí de lá arrasada, chorando. Pensei se lá é o único lugar de cidade pequena que contrata e eu não vou conseguir trabalhar, imagina nos outros lugares”, lembra a dona de casa Daiana Fernandes.

Depois de ter sido vetada por causa do peso, Daiana entrou em crise. Tomou remédios, tentou várias formas de emagrecer. Até que resolveu fazer uma cirurgia de redução de estômago. Hoje, pesa 74 quilos. Mas o que a faz se sentir mais leve é ter conseguido provar que foi discriminada no processo de seleção. A empresa foi condenada pela Justiça do Trabalho a pagar uma indenização de R$ 5 mil.

“A empresa disse para ela que estava deixando de contratá-la porque era obesa. Isso é um ato discriminatório”, explica a juíza do Trabalho Patrícia Lemos.

“Entrei na Justiça porque talvez fazendo isso poderia acabar com a discriminação com outras pessoas que precisam”, diz Daiana.

Extraído: www.globo.com

Fico lembrando quando participei do processo seletivo do Unibanco, fui bem em todas as entrevistas, nas dinâmicas, passei nas etapas, fui muito elogiada pela Gerente, ela convidou-me a ir até a agência apresentou-me a equipe, porém quando passou do dia deles darem a resposta final eu fiquei preocupada. Ligava para ela e não me atendia mais, pelo menos o porquê eu não fui admitida eu gostaria de saber, até para eu melhorar nas próximas vezes, mas nada. Penso que pode ter tido 2 motivos: ou carta marcada entre os candidatos ou sobrepeso, como a Gerente não foi legal para atender minhas ligações e informar-me o porquê, eu ainda não sei.
Só sei que se for comprovado preconceito como aconteceu com esta senhora da matéria, isso é crime. Nenhuma indenização cobre a frustração da pessoa, mas é importante a empresa pagar pra aprender que competência e sobrepeso não tem correlação.
Karla Soares

Karla por Karla












Iniciando as atividades deste blog, quero dizer que estou feliz em fazer algo hoje que antigamente eu fazia em agendas, cadernos e diários: falar; sobre, de, para, MIM.



Comecei a escrever sobre diversos temas desde muito pequena, lembro-me (e ainda tenho esse papel) que escrevi num pedacinho de papel uma oração com 9 anos, pedindo a Deus para curar minha avó que estava doente, neste mesmo papelzinho com letras trêmulas ainda escrevi pedindo a Deus que me abençoasse pra eu passar sempre de ano sem repetir de série. (risos). O incrível é que realmente eu nunca repeti de ano e minha vozinha foi curada e ainda está entre nós. Amém.



Para mim que quase não tive amigos na infância e adolescência, escrever foi o meio que aprendi para desabafar. Até hoje é o que eu gosto de fazer, porém acompanhado da escrita hoje tenho a leitura de bons livros que me auxiliam na ordenação de minhas idéias e ao conhecimento.´



Agora continuo escrevendo, mas em um Blog, coisa do mundo informatizado que está sempre em transformação.



Karla por Karla vai falar de tudo um pouco: vida, igreja, religião, política, ética, problemas da sociedade, moda, culinária, boas e más notícias... enfim... Karla por Karla vai tentar ser mais Karla possível, mostrando a todos que escrever coisas interessantes pode ajudar alguém.






Um carinhoso abraço a todos e fiquem sempre à vontade.
Deus continue nos abençoando.